Notícia de hoje na PC World diz o seguinte:

Ao menos 75% das crianças já viram imagens online que as "perturbaram", segundo uma pesquisa da ONG britânica NSPCC, que trabalha pela proteção de crianças de maus tratos.

"As crianças estão a poucos cliques de distância de um tropeço inocente em algum material perturbador ou até mesmo fotos e filmes como cenas de sexo, violentas brigas de cães, pessoas se auto-flagelando e crianças sendo violentadas", disse Zoe Hilton, voluntária da ONG.

A organização pediu que redes sociais e sites de hospedagem de vídeos sejam mais pró-ativas na remoção de material ofensivo assim que forem reportados.

A NSPCC ainda disse que fabricantes de computadores poderiam instalar softwares de proteção de crianças antes que as máquinas fossem vendidas.

"Atualmente fabricantes de computadores e revendedores deixam para os pais a tarefa de encontrar e instalar softwares que filtram material inadequado para crianças", disse Hilton.

"Redes sociais devem se esforçar mais no patrulhamento de seus sites para conteúdos nocivos e ofensivos e ter certeza de que seus sistemas de denúncias públicas estão claramente identificáveis, fáceis de usar e favorável às crianças", completou.


Bom, nem todos os pais que têm crianças que acessam a internet sabem que a "responsabilidade" é APENAS deles de procurar e instalar softwares que filtram os materiais inadequados para crianças.

Também não podem proibi-las de acessar a internet, pois isso é complicado hoje em dia.


As Redes Sociais confiáveis já tem esquemas de detectar materiais ofensivos e/ou inadequados.

Mas o que eu faço quando meus filhos mandam baixar um filme onde o título é "Irmão Urso", por exemplo, e ao abri-lo se deparam com cenas impróprias para a sua idade?

Leis mais severas devem ser feitas para pessoas que fabricam e disponibilizam filmes e/ou material impróprio na internet.

Quem quiser ver baixaria, que vá a sites especializados nisto e seja feliz, mas não coloquem tais coisas ao alcance de todos. Eu sei que isto é fácil na internet, mas deve haver uma forma de punir tais elementos.

E você? Concorda ou discorda?

Comente abaixo.


Fonte: PC World

2 comentários:

On 25 de outubro de 2008 20:44 , Luis Marcos Leite disse...

Este assunto precisa ser levado a sério pelos pais, pois cabe-lhes a missão de monitorarem e protegerem seus filhos do acesso ao monte de porcaria que a internet produz. Existem sim, maneiras de impedir o acesso a conteúdo inadequado para menores. Uma delas, inclusive é tratada no meu blog, no link abaixo:
http://luismarcosleite.blogspot.com/2008/07/controle-o-que-seus-filhos-vem-na.html

 
On 25 de outubro de 2008 23:07 , Tonho Mauro disse...

Excelente dica, Luis Carlos. Eu não conhecia o Glubble ainda. E mais, é para Firefox!

Abraços.

 
Posts Relacionados



Compare Produtos, Lojas e Preços